Fertilize nas redes sociais:
Dúvidas? ligue: (31) 3109-4109 | (31) 99115-6484 | (31) 9956-56484

Artigos

Dica Fertilize 8 - Produção de Leite e Reprodução

Ricardo Reuter Ruas, médico veterinário, consultor da Asbia e diretor da Fertilize®
Sabemos que para a vaca dar leite tem primeiramente que parir, e antes de parir tem que ficar prenha. As lactações iniciadas hoje são consequência de prenhezes iniciadas em torno de 9 meses atrás, e estamos emprenhando hoje as vacas que estarão na ordenha daqui  a 9 meses.
 
A relação vacas secas/lactação mede a eficiência reprodutiva do rebanho e determina lucro ou prejuízo, sendo o desequilíbrio dessa relação uma das causas de maiores prejuízos na atividade leiteira. Existem dois fatores básicos que determinam a porcentagem de vacas secas e de vacas em lactação. São eles a persistência de lactação, definida pela raça ou grau de sangue, e o período de serviço (tempo gasto para emprenhar a vaca depois do parto), determinado pela ocorrência ou não de cios pós-parto e a eficiência da monta ou IA (Inseminação Artificial).
 
De forma ideal, a boa vaca de leite é aquela que produz leite por 305 dias, fica seca por 60 dias e novamente inicia uma lactação. Dividindo-se 100% por 12 meses, encontramos 8,5% de partos por mês. Assim, para esse rebanho cujo período seco é de 60 dias, a relação ideal é de 17% de vacas secas e 83% em lactação.  Para rebanhos ½ sangue Girolando, a relação ideal é de 25,5% de vacas secas e 74,5% em lactação. Para se obter essa relação ideal as vacas precisam parir em boa condição corporal, apresentar  cio no pós–parto nos primeiros 90 dias após o parto, obtendo intervalos de parto de 12 meses.
 
Cada cio perdido significa atraso de 21 dias para o início da próxima lactação e 21 dias a mais de período seco. Com certa frequência, ocorre em gado de leite o fato de vacas apresentarem 1 ou 2 cios no período de serviço e, não ficando gestantes, emagrecem e permanecem sem dar cio por 4 ou 5 meses. Nessa situação são 150 dias a mais no intervalo de parto e, consequentemente, 150 dias de atraso na produção de leite. Uma vaca que produz 10 kg de leite por dia deixa de produzir 1500 kg nessa situação (10 kg x 150 dias = 1500 kg) e dez vacas nessa situação deixam de produzir 15.000 Kg de leite. Lucro ou prejuízo, essa é a diferença entre emprenhar ou não essa vaca no pós-parto.
 
Devemos realizar cada inseminação com o maior zelo possível, pois essa é a nossa chance de impormos ao rebanho o ritmo reprodutivo desejável, maximizando os lucros. Os parâmetros de eficiência reprodutiva do rebanho e o gasto de doses/concepção são obtidos levando em conta o resultado de cada vaca. Eles se relacionam diretamente com a eficiência do ato da IA, por isso cada inseminação deve ser feita com todos os cuidados para que seja convertida em prenhez e somar positivamente aos resultados do rebanho. Quanto menor o rebanho, mais significativo é o resultado de cada inseminação. Em um rebanho de 50 vacas, cada uma delas representa 2% da fonte de receita, o que aumenta nossa responsabilidade para o aproveitamento de cada cio.
 
Utilizando-se o Descongelador Eletrônico de Sêmen Fertilize® , eliminamos a possibilidade de falhas no fator descongelamento do sêmen com diminuição das repetições de cio. Pela comprovação de diversos usuários e pesquisadores, quando se introduz essa tecnologia na propriedade há aumento na taxa de prenhez, gerando mais crias nascidas por ano, diminuição dos intervalos de parto e melhora na relação entre vacas em lactação e vacas secas. Com o uso do Descongelador Fertilize, verifica-se, por fim, maior produção anual de leite.
 
Promova o treinamento anual de seus inseminadores. Se preciso, faça contato conosco e ajudaremos a treinar sua equipe.
 
Autor: Ricardo Reuter Ruas - Médico Veterinário, Diretor da Fertilize®
Consultor da ASBIA - Associação Brasileira de Inseminação Artificial
Coautor das cartilhas de Inseminação Artificial do Senar-MG, Senar-SP e da Associação Brasileira de Inseminação Artificial.
 
Download do artigo

Últimas notícias

Fique por dentro de nossas novidades

Cadastre-se e receba informações sobre a Evolução na Pecuária.