Fertilize nas redes sociais:
Dúvidas? ligue: (31) 3109-4109 | (31) 99115-6484 | (31) 9956-56484

Blog

O que é ressincronização de cios e como ela pode ser aplicada na IATF em bovinos?

Com todas as vantagens vivenciadas pelas fazendas a partir da introdução da IATF em suas rotinas, não temos dúvidas de como ela acelera os resultados reprodutivos. Agora, o que você talvez não saiba é sobre como a ressincronização de cios na IATF pode alavancar as taxas de concepção.

No artigo de hoje, vamos falar sobre a ressincronização de cios na IATF e mostrar sobre como essa técnica pode permitir até 90% de taxa de concepção em uma mesma estação. Não deixe de ler!

Como as novas definições da ressincronização de cios podem ser aplicadas na IATF?

Na IATF, as recomendações mais atuais de pesquisadores são de fazer o protocolo da IATF por duas ou três vezes durante uma mesma estação de monta. Cada fazenda pode optar por diferentes caminhos, fazendo a ressincronização 22 ou 30 dias após a primeira IATF. 

No artigo de hoje, tratamos sobre a opção pela estação de monta mais curta, ou seja, quando a repetição do processo acontece no dia 22 após a primeira sessão de IATF (sim: antes mesmo do ultrassom, comum para realização do diagnóstico de gestação no dia 30).

Isso quer dizer que, na primeira repetição do processo da IATF, todas as fêmeas serão ressincronizadas (até mesmo as que já estiverem gestantes). Até então, o procedimento padrão era de esperar a ultrassonografia do dia 30 do ciclo para diagnosticar quais as fêmeas não estavam prenhes e, a partir daí, realizar o procedimento nas fêmeas vazias.

O que a ressincronização de cios implica nos resultados da fazenda?

Quando costumava-se trabalhar com um intervalo de 90 dias, agora é possível planejar um ciclo de 74 dias de estação. A questão é que, dessa forma, a eficiência reprodutiva das fêmeas é melhor aproveitada, já que assim é possível que as prenhezes aconteçam em um intervalo de tempo menor, concentrando as gestações em um único período do ano.

Vale lembrar que a ressincronização de cios na IATF é apenas um dos fatores que podem contribuir para a obtenção de altas taxas de prenhez. Esse resultado é melhor garantido com uma soma de características e cuidados: a composição genética dos animais envolvidos, o uso de equipamentos adequados no processo, a qualidade do sêmen, a qualidade da pastagem e o conhecimento da equipe são algumas delas.

Agora que você já sabe sobre a ressincronização de cios na IATF, aproveite para assinar a nossa newsletter e garantir que todas as nossas dicas cheguem até você!

Ressincronização de cios na IATF


Fontes para a criação deste artigo:
Uso da ressincronização para aumentar os ganhos na propriedade
A ressincronização na inseminação artificial em tempo fixo (IATF) como ferramenta reprodutiva
Como usar a ressincronização na iatf para conseguir até 90% de concepção?

Últimas notícias

Fique por dentro de nossas novidades

Cadastre-se e receba informações sobre a Evolução na Pecuária.